sábado, 8 de setembro de 2012

7 de Setembro

Feriadão de 7 de setembro, uma obra rolando em casa, poeira pra todo lado...e uma vontade danada de comer brigadeiro! Fui pra cozinha preparar o dito cujo e, minha sogra me pede para fazer bolo e pipoca. Aproveitei e fui testar uma forma de silicone que comprei na 25, com formato de fortaleza - parece o castelo do He-Man!
Com medo que a massa crescesse e transbordasse no forno, acabei não enchendo toda a forma, e não apareceram alguns detalhes da base, mas mesmo assim o bolo ficou com o aspecto esperado! Uma diversão!


 
Meu lanche da noite foi "uma torre" e uma xícara de Chocolate Quente Cremoso!
Aliás esta receita da Nestlé é perfeita, o chocolate fica cremoso como aqueles vendidos em máquinas nas cafeterias! É tão bom que tenho que compartilhar:
 
Chocolate Quente Cremoso
 
Ingredientes:
02 xícaras de chá de leite
03 colheres de sopa de chocolate em pó Dois Frades (Nestlé)
04 colheres de sopa de açúcar
01 pau de canela
01 caixinha (200g) de creme de leite Nestlé
 
Modo de preparo:
Em um liquidificador, bata o leite com o chocolate em pó e o açúcar. Despeje em uma panela com a canela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até ferver. Desligue, adicione o creme de leite e mexa bem até ficar homogêneo. Retire a canela e sirva quente.
 
Rende: 04 porções
 
Encontrei a receita no verso da embalagem do chocolate em pó, fácil e saborosa.

Ah! Fiz a pipoca e o brigadeiro também, este último dispensa apresentações e receitas, basta saborea-lo de colherada...

domingo, 14 de agosto de 2011

Quebra-Cabeça

Sempre gostei de quebra-cabeças, mas este sai do tradicional, achatadinho. Decorativo, evocador de lembranças ou objetivos a alcançar, o Opera House de Sidney, Austrália, está na sala de casa, aguardando mais um companheiro monumental, quem sabe Tower Bridge?



Suflê de Alho-Poró


Para quem quer inovar o trivial, sem grandes complicações, eis uma receita com charme no nome e no sabor: o suflê!

Ingredientes:

2 e 1/2 colheres de sopa de manteiga
2 xícaras de chá de alho-poró em fatias finas
3 colheres de sopa de farinha de trigo
2 xícaras de chá de leite
4 gemas peneiradas
2 colheres de sopa de parmesão ralado
Sal e pimenta-do-reino branca (eu usei a preta mesmo!)
4 claras em neve
Farinha de rosca para polvilhar

Modo de Preparo:
Aqueça a manteiga em fogo baixo e refogue o alho-poró até ficar macio. Salpique a farinha de trigo e refogue por 2 a 3 minutos. Adicione o leite aos poucos, mexendo sempre, até formar um creme grosso e homogêneo. Reserve até amornar.
Adicione as gemas, o parmesão, o sal e a pimenta a gosto ao creme reservado e misture bem. Agregue as claras em neve delicadamente e distribua a massa em refratários individuais próprios para suflê untados com manteiga e salpicados com farinha de rosca.
Asse em forno médio-alto preaquecido (220°C) por cerca de 15 minutos ou até dourar a superfície. Sirva imediatamente.
Rende de 4 a 6 porções.

Eu esperava que fossem ficar como "cogumelos atômicos", mas para minha surpresa cresceram pouco, a receita não pede fermento, porém pretendo acrescentar na próxima para ver se crescem.



domingo, 17 de julho de 2011

Frango dourado com mostarda

Domingão de chuva, mas muita chuva. Bom para ir pra cozinha, sem tanto calor fica mais agradável cozinhar. O prato do dia foi Frango Dourado com Mostarda. Esqueci de registrar o prato pronto e não sobrou uma evidência sequer para postar aqui, mas aí vai a receita. Delícia!

Frango Dourado com Mostarda

Ingredientes
2 cubos de caldo de galinha
1/2 xícara de chá de vinho branco seco
1 colher de sopa de mostarda
sal a gosto
1 e 1/2 kg de sobrecoxa de frango
1/2 xícara de chá de azeite

Em uma tigela, coloque o caldo de galinha amassado, o vinho, a mostarda, o sal. Misture tudo e tempere o frango. Deixe descansar por 1 hora. Transfira para uma assadeira ou refratário, regue com azeite, cubra com papel alumínio e leve ao forno médio por 30 minutos. Descarte o papel e asse por mais 30 minutos ou até dourar.
Adoro batatas coradas, então acrescentei duas batatas em pedaços grandes e coloquei para assar junto com o frango. Perfect!

domingo, 12 de junho de 2011

Dia dos Namorados


12 de junho é uma data inspiradora, o amor está no ar, vemos corações por toda parte (principalmente nas vitrines) e casais celebrando a data.
Aqui em casa, fizemos um bacalhau para o almoço e, recebemos a visita de um casal amigo, muito querido por sinal, Juan e Kelle.
Kelle não come mais carne, então elaborei uma salada para ela. Fico
u tudo muito gostoso e animado!

Salada

Alface
01 Cenoura ralada
01 maçã cortada em cubos
uva passa a vontade
02 tomates em cubos
02 ovos cozidos e fatiados

Coloque todos os ingredientes em um recipiente e misture. Temperamos com azeite e vinagre balsâmico
Bacalhau

bacalhau dessalgado, em pedaços (lascas grossas)
01 pimentão verde grande, cortado em rodelas finas
01 kg de batatas descascadas e cozidas (mas ainda bem firmes)
azeitonas pretas (azapa) picadinhas
01 cebola em rodelas finas
Azeite

Unte um refratário com azeite e forre com uma camada de batata em rodelas, adicione uma camada generosa de bacalhau, um pouco de pimentão, cebola e azeitona. Regue com azeite. Faça outra camada igual, regue com mais azeite e leve ao forno até corar ligeiramente as batatas.






Mês de Junho

Junho chegou!
Depois que mudamos para a Paraíba, Junho se tornou um mês importante em minha vida sob vários aspectos: no trabalho, vendemos mais para este mês; no cotidiano, tudo fica enfeitado com as bandeirinhas e outros apetrechos juninos; na vizinhança, são as fogueiras, as comidinhas feitas de milho (pamonha, curau ou canjica, bolos, etc) e os fogos que compro para brincar com o neto do vizinho e, com outras crianças que vão aparecendo por lá.
Eu liberto a criança que está em mim nesses momentos. Podem falar que não tive infância, não ligo. E de certa forma não tive mesmo. Sou cria de apartamento em São Paulo, próximo da Avenida Paulista. Consegue imaginar alguém fazendo fogueira e soltando fogos coloridos num lugar assim? Sem chance!.

Seguindo a tradição à risca, Dona Conceição e seu Laércio acenderam hoje a fogueira para Santo Antônio. E lá fomos nós, Maria José e eu, participar da animada conversa com a família. Levei um bolinho e os fogos (cuspe de dragão, marcianos, cobrinhas, abelhinhas, chuveirinhos, e outras coisas pipocantes coloridas) para acender com o neto deles, o garoto adora. E eu mais ainda.


Engraçado mesmo foi ver Maria José e Dona Conceição girando o chuveirinho, dizendo "Viva Santo Antônio!". E minha sogra pedindo para o Santo arrumar um namorado para ela. Pobre Antônio, encara cada missão!

O bolinho deste Santo Antônio foi uma receita que fiz rapidinho e, fica uma delícia com um café bem quentinho, feito na hora. Vamos lá:




Bolo de Fubá com Goiabada

Ingredientes
02 xícaras (chá) de açúcar
03 ovos
02 xícaras (chá) de fubá
02 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de leite morno
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento em pó
100g de goiabada cortada em cubos
Óleo e farinha para untar
Açúcar para polvilhar

Preparo
Corte a goiabada em cubos e passe na farinha de trigo (isto evitará que ela afunde muito na massa) e reserve. No liquidificador, bata o açúcar, os ovos, o fubá, a farinha, o óleo, o leite e o sal, até ficar homogêneo. Despeje em uma tigela, adicione o fermento, a goiabada e misture delicadamente. Coloque em forma de buraco no meio de 24cm de diâmetro, untada com óleo e enfarinhada. Leve ao forno médio por 30 minutos ou até que ao enfiar um palito na massa, ele saia limpo. Retire do forno, deixe esfriar e desenforme. Polvilhe com açúcar e sirva em seguida.

Depois deste bolinho, Santo Antônio ajuda a sair do caritó!

Se morasse em João Pessoa, Almir Sater não teria composto Mês de Maio, e sim Mês de Junho.
Enquanto no Pantanal ele canta "é mês de maio, saio e vou ver o sol se pôr". Aqui ele cantaria " é mês de junho, saio e vou ver se a fogueira apagou".
Para quem não conhece a música, segue a letra e link para ouvir (imperdível, a voz dele é maravilhosa):

Mês de Maio

Almir Sater

Composição : Almir Sater e Paulo Simões

Azul do céu brilhou
E o mês de maio, enfim chegou
Olhos vão se abrir, pra tanta cor
É mês de maio, a vida tem seu esplendor
A luz do sol entrou
Pela janela e convidou
Pra tarde tão bela, e sem calor
É mês de maio, saio e vou ver o sol se pôr
Horizonte, de aquarela, que ninguém jamais pintou
E um enxame, de estrelas, diz que o dia terminou

Noite nem se firmou
E a lua cheia, já clareou
Sombras podem vir, façam favor
É mês de maio, é tempo de ser sonhador

Quem não se enamorou
No mês de maio, bem que tentou
E quem não tiver, ainda amor
Dos solitários, o mês de maio é o protetor

Boa terra, velha esfera, que nos leva aonde for
Pro futuro, quem nos dera, que te dessem mais valor.



quarta-feira, 9 de março de 2011

Lembranças do Carnaval


Considero os blocos Melhor Idade e Muriçoquinhas super divertidos, embora eu não seja muito fã de aglomerações. Este ano Maria José e Nilzinha vestiram o abadá e colocaram o bloco na rua! E como brincaram! (e que fôlego!). Acompanhei uma parte da brincadeira e graças à santa carona do Zé e da Geiza, sobrevivi para contar. Olha só a carinha de felicidade das duas!